SOBRE NÓS

leer en español

read in English

nooworld

substantivo

new·world \nü ;wər(-ə)ld\


Como seria um NooWorld?

Muitos de nós marcharam nas ruas, lideraram greves nas escolas e no trabalho, nos engajamos em atos de desobediência civil. Cobramos nossos representantes governamentais, participamos de ações diretas não violentas, fizemos apresentações públicas sobre o clima e ativamos o poder da nossa gente de muitas outras maneiras inspiradoras. Mas sem ferramentas mais eficazes para organizar e unificar todas as nossas ações em coalizões maiores e campanhas mundiais, assistimos ao estado de emergência climático acabando em catástrofe.  

Como podemos aproveitar melhor todas as habilidades e estratégias que os ativistas têm em seu histórico? Onde estão os recursos de treinamento multilíngue para dar apoio a todos os nossos ativistas que lutam pela justiça climática, ecológica e ambiental mundo afora? Onde os ativistas podem se encontrar para organizar movimentos locais? Ou comunidades regenerativas com as quais construir coalizões? Onde está a plataforma social online que trabalha com e para todos nós, não contra nós?

Estas são as perguntas que nos motivaram a lançar o NooWorld. Estamos construindo coalizões incríveis no Norte e no Sul globais; nos rebelamos pela vida e estamos começando neste momento com a Floresta Amazônica. 

Que tal fazer parte dessa coalizão pela justiça climática mais ousada da história? Quer saber como será o NooWorld? Quer construi-lo com a gente? Junte-se a nós!


Nossos Princípios


  • O NooWorld é uma rede sem fins lucrativos, não violenta e regenerativa, voltada para a promoção da justiça ambiental para todos.


  • O NooWorld mobiliza as tecnologias sociais em prol dos direitos humanos e da natureza, e nunca para a mercantilização e exploração dos indivíduos ou de seus dados.


  • O NooWorld vê a propriedade e o controle de seus próprios dados como um direito humano, e a segurança de suas informações é nossa maior prioridade.


  • Para o NooWorld, as contribuições positivas são o principal pré-requisito para a participação de seus membros em toda e qualquer decisão da comunidade.


  • As comunidades NooWorld são inspiradas a serem saudáveis, resilientes, respeitosas e regenerativas. Evitamos posturas de culpabilização e humilhação, e promovemos o compartilhamento de recursos de alto valor, como equipamentos, habilidades, conhecimento, compaixão e empatia. 


  • O NooWorld reconhece as vastas diferenças culturais, interseccionalidades e origens em nosso movimento, e a necessidade urgente de desarticular o privilégio e o patriarcado. Apoiamos comunidades e coalizões locais e globais que respeitam a mais ampla diversidade em termos de raça, etnia, nacionalidade, religião, identidade e expressão de gênero, situação econômica, idade, orientação sexual e habilidades.


  • O NooWorld tem tolerância zero para o discurso de ódio: qualquer ataque a pessoas com base na raça, etnia, nacionalidade, religião, identidade e expressão de gênero, status econômico, idade, orientação sexual, habilidade ou deficiência acarretará na exclusão permanente de nossa rede, assim como a prática de doxxing (exposição de dados pessoais) ou upload de spam, bots ou tecnologia maliciosa de qualquer tipo.

A EQUIPE

NooWorld ganhou vida quando três grandes amigos começaram a imaginar como ativar totalmente a noosfera – nossos corações e mentes globais – em face da emergência climática ecológica.

Kori Malia

Kori é coordenadora da Equipe Nacional da Extinction Rebellion Youth nos EUA, cofundadora da Extinction Rebellion Youth Los Angeles e ilustradora da equipe de arte da This Is Zero Hour.

Nikolaus Vertovec

Niko é doutorando na Universidade de Oxford e membro da Extinction Rebellion Oxford. Ele já trabalhou no JPL, organizou ações com a Extinction Rebellion em diversos países e agora atua na Scientists for XR.

Steven Starr

Steven é cofundador da Extinction Rebellion Los Angeles (XRLA); possui em seu histórico como ativista atuações em grupos como Occupy Wall Street, 350.org, KPFK- FM e Indymedia; realizou os documentários FLOW e The Garden; e foi promotor de shows de Bob Marley & The Wailers.